História

História

História

A velhice é um período vulnerável, fruto de toda uma vida exposta a elementos ambientais, por vezes demasiado hostis, sendo que as pessoas idosas correm mais riscos que qualquer outro grupo etário. Os idosos requerem uma ampla escala de cuidados. Deste modo, as Instituições tornam-se progressiva e significativamente um recurso para evitar o isolamento social, dado poderem responder às necessidades com práticas que visam a promoção da saúde, pelo desenvolvimento e manutenção da autonomia da pessoa idosa. Um exemplo destas Instituições é o Centro Paroquial de Assistência do Souto da Casa (CPA) criado por iniciativa da Fábrica da Igreja Paroquial do Souto da Casa, sendo na altura seu pároco, o Pe. António Genro da Silva; pertence ao concelho do Fundão, distrito de Castelo Branco.

Seus Estatutos foram aprovados a 24 de Junho de 1982 e homologados a 28 de Julho de 1983 pelo Bispo da Diocese da Guarda, D. António dos Santos.
Encontra-se registada na Direcção Geral da Segurança Social no Livro 1 das Fundações de Solidariedade Social, sob o registo nº. 49/83, fls 186 verso e 187, em 28 de Julho de 1983 já com registo definitivo.

A presente Instituição acolhe as valências de Centro de Dia e Serviço de Apoio Domiciliário, num total de 47 utentes, sendo prestado apoio diariamente (segunda-feira a domingo), durante os 365 dias do ano.

O Centro de Dia realiza a sua missão na prestação de serviços que contribuem para a manutenção das pessoas no seu meio habitual de vida, visando a promoção da autonomia e a prevenção de situações de dependência ou o seu agravamento.
Como tal, tem por objectivos:

  • Garantir o bem-estar, a qualidade de vida e a segurança dos utentes;
  • Contribuir para a estabilização ou retardamento do processo de envelhecimento;
  • Prestar aos utentes, acolhimento e auxílio com o fim de os ajudar a realizar de forma satisfatória, reajustamentos indispensáveis à aceitação dos seus próprios condicionalismos;
  • Criar condições que permitam perseverar a sociabilidade e incentivar a relação intrafamiliar e intergeracional;
  • Proporcionar uma ocupação que lhes permita sentirem-se úteis, de modo a que sejam membros integrantes e participativos da sua comunidade.

O Serviço de Apoio Domiciliário realiza a prestação de cuidados individualizados e personalizados, no domicílio, a idosos e famílias quando, por motivo de doença, deficiência ou outro impedimento, não possam assegurar temporária ou permanentemente, a satisfação das necessidades básicas e/ou as actividades da vida diária.
Tem como principais objectivos:

  • Dar resposta às necessidades de modo a promover e permitir a manutenção dos utentes no seu próprio domicílio;
  • Colocar à disposição dos utentes formas adequadas de ajuda que não possam receber da família (cuidados de alimentação, higiene…)

 

 

501 506 985

0.5% do seu IRS fazem a diferença, Ajude-nos!

Morada

Rua Dr. Alfredo Ramos, 15 • 6230-698 Souto da Casa